sexta-feira, 28 de agosto de 2015

TORCH BROWSER

TORCH BROWSER


Diferente da maioria dos navegadores baseados no código aberto do Google Chrome, o Torch Browser é um dos únicos browsers que realmente oferecem recursos diferenciados. Sem dúvida, a presença do gerenciador de arquivos torrent, da ferramenta de download de vídeos e da função de compartilhamento facilitado pelo Facebook cria um ambiente mais prático para a sua navegação.

Embora a interface deste programa não tenha grandes modificações em relação à do produto da gigante de Mountain View, ela consegue trazer um ar mais moderno com algumas pequenas mudanças, além de ser bastante organizada e manter a intuitividade promovida pelo design do software que o originou. Assim, se você já usa o Chrome, não terá qualquer dificuldade em se adaptar ao Torch Browser.

Tão forte (ou fraco) quanto o próprio Chrome
Durante nossa análise, este navegador apresentou um ótimo desempenho de navegação, seguindo os padrões fornecidos pelo browser da Google – conforme prometido pelos desenvolvedores. Outro ponto positivo deste aplicativo é a disponibilização de um player de vídeo integrado.

Se a ideia de incorporar um reprodutor de conteúdos multimídia é boa, a sua execução não foi das melhores. Isso porque a interface desse player possui botões muito pequenos, que não acompanham o redimensionamento da janela, e não exibe informações claras sobre as suas funcionalidades. Em suma, ele não serve para substituir o seu programa predileto para a reprodução de vídeos.

A versatilidade tem seu preço
Apesar de ser baseado no Chrome, o Torch Browser não ofereceu um recurso que achamos de extrema importância para um software desse gênero: a integração com contas da Google. Assim, você não é capaz de sincronizar as suas preferências e informações de navegação.

Por fim, a funcionalidade de download de vídeos da internet também ficou abaixo do esperado. Um arquivo de 12,5 MB levou aproximadamente 4 minutos para ser baixado – tempo bem superior do que seria apresentado por softwares específicos para isso, como o aTube Catcher ou o VDownloader.

Além disso, sentimos falta de opções para configurar essas transferências, incluindo a escolha do formato de vídeo do arquivo exportado e a qualidade de imagem. Entre tudo isso, o que acaba se destacando de maneira mais negativa é a necessidade de adicionar uma extensão ao seu Chrome, que não pode ser retirada para a utilização do Torch Browser.

Ainda que possua algumas limitações, o Torch Browser vale ao menos ser experimentado. Tudo bem, softwares especializados tendem a se sair melhor do que ele em eficiência, mas é muito bom simplesmente ter algumas das ferramentas que mais utilizamos em nosso dia a dia a um alcance fácil, sem precisar instalar mais nada.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MENU INTERATIVO